Mobipag

Breve descrição

O projeto MobiPag visa o desenvolvimento de uma solução de desmaterialização de pagamentos com utilização dos dispositivos móveis pessoais como terminal de pagamento automático que seja inter-operável entre os vários agentes financeiros e de comunicações móveis nacionais, e passível de ser adotada universalmente pelos acquirers, merchants e lojistas.

O projeto MobiPag será desenvolvido entre 2009 e 2013 e, de entre as várias tarefas a desenvolver durante este período, consta o piloto, no qual se pretende dotar utilizadores com smartphones que os permitam efetuar pagamentos móveis, na Universidade do Minho (pólo de Guimarães e/ou Braga?)

O piloto MobiPag decorrerá durante o mês março de 2013, durante 3 dias, na Universidade do Minho. Serão selecionados 18 participantes (acquirers), aos quais será facultado um smartphone especificamente equipado com NFC (Near Field Communication=Comunicação por Aproximação) que permite a comunicação com os PoSs (Point of Sale=Ponto de Venda) e a conclusão da venda.

Aos merchants serão disponibilizados 4 PoSs, igualmente equipados com NFC.

Seleção participantes

Durante os meses de setembro e outubro de 2012, foi aplicado online um inquérito por questionário (utilizando a plataforma do google docs) à comunidade académica da Universidade do Minho (alunos, docentes e não docentes). O inquérito tinha como principal objetivo ter conhecimento acerca da disponibilidade dos inquiridos em participar no piloto.

De todas as respostas obtidas, a mais representativa do objetivo mencionado foi a que se apresenta de seguida:

(resumo dos resultados!)

Depreende-se das respostas dadas que a academia se encontra bastante recetiva à participação no piloto.

Outro objetivo da aplicação do inquérito foi a realização de uma pré-seleção dos participantes, ou seja, perceber que condições seria pertinente considerar na altura da seleção dos indivíduos. Assim, serão tidas em conta fatores como o sexo, a idade e a relação com a academia (docente, não-docente, aluno), distribuídos de forma equitativa pela amostra. Para além disso, é importante que os participantes frequentem a cantina, os bares e os autocarros da Universidade do Minho. Outro fator será o grau de familiaridade com os smartphones, porque a questão da usabilidade é um indicador importante a testar.

Participantes

Serão selecionados 18 participantes. Estes vão dividir-se em 3 grupos de 6 que serão envolvidos no processo, inicialmente, através da participação numa sessão de formação, e durante o piloto estarão presentes em dias diferentes.

Formação

Prévio ao momento da realização efetiva do piloto MobiPag será realizada uma sessão de formação, dirigida a acquirers e merchants.

Primeiramente será elaborada uma apresentação do projeto e seus objetivos, bem como do piloto mais especificamente.

A sessão de formação decorrerá ainda em formato de workshop, no qual se pretende que seja realizado um primeiro contacto com o sistema de pagamentos móveis.

Será explicado aos participantes como funciona a aplicação, os locais onde devem utilizar o sistema de pagamentos móveis e a duração do piloto.

No final da participação, haverá lugar a discussão e apresentação de dúvidas.

Período

O piloto MobiPag irá decorrer durante o mês de março de 2013. Os acquirers terão acesso a um smartphone durante cerca de 2 a 3 horas, em 3 dias diferentes.

Cenários

Durante o piloto MobiPag há diversos cenários que irão ocorrer:

Cenário 1. Pagamento de bens e serviços nos bares

Neste cenário pretende-se que o participante adquira um bem (café, bolo, bebida, etc.) no bar. O acquirer aproxima-se do merchant, faz o seu pedido e paga o bem com o telemóvel.

Cenário 2. Compra e validação de títulos de transporte/senhas de refeição

Este cenário 2 subdivide-se em dois momentos: o participante deverá adquirir especificamente um título de transporte para os autocarros pertencentes à AAUM, que fazem a viagem Braga-Guimarães, ou uma senha de refeição para a cantina da Universidade do Minho.

Num segundo momento, o acquirer deverá validar o título de transporte e/ou a senha de refeição adquirida previamente.

Cenário 3. Obtenção e utilização de um cupão de desconto

Neste terceiro cenário os participantes terão obtido, previamente num dos outros cenários anteriores, um cupão de desconto a utilizar na aquisição de um bem. Será solicitado que os participantes selecionem o cupão de desconto no telemóvel e o deduzam.

Cenário 4. Troca de títulos de transporte/senhas de refeição entre pares

O último cenário é a troca de títulos de transporte e/ou senhas de refeição entre participantes. Simulando a venda de senhas ou títulos entre consumidores, aqui não haverá a participação de um merchant, mas apenas dos acquirers.

Indicadores a testar

Durante o piloto MobiPag há alguns indicadores que se pretendem testar que se considera importante mencionar:

– Tempo para completar uma tarefa

– Nº e tipo de erros por tarefa

– Nº de erros por unidade de tempo

– Nº de utilizadores a fazer o mesmo erro

– Nº de utilizadores a completarem uma determinada tarefa com sucesso

– Nº de tarefas não completadas

– Nº de tarefas passadas à frente

– Problemas / obstáculos associados com cada tarefa

– Comentários dos participantes relacionados com as tarefas